Av. Coronel Otávio Tosta, nº 126 - Centro - GUAIRA - Paraná
(44) 3642-9900
imprensa@guaira.pr.gov.br
Webmail
Memorando Online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Visualizada 331 vezes

Sexta-feira, 25 de Abril de 2014

Secretaria de Saúde alerta sobre perigo da gripe H1N1

images (1)A Secretaria de Saúde de Guaíra alerta sobre os cuidados com a gripe H1N1, vírus perigoso que já está fazendo vítimas no Paraná. Com a chegada do outono, quando as temperaturas oscilam, o risco de contágio é maior e a vigilância precisa ser redobrada. A gripe H1N1 é provocada pelo vírus H1N1 da influenza do tipo A. O período de incubação varia de 3 a 5 dias e a transmissão pode ocorrer antes de aparecerem os sintomas. A transmissão se dá pelo contato direto com animais ou objetos contaminados e de pessoa para pessoa, por via aérea ou por meio de partículas de saliva (perdigotos) e de secreções das vias respiratórias. Sintomas - Na gripe causada pelo H1N1 os sintomas são semelhantes aos causados pelos vírus de outras gripes. Devem-se ter alguns cuidados especiais com os idosos, crianças e pessoas que apresentarem febre alta (acima de 38º, 39º) e de início repentino; dores musculares, na cabeça, de garganta e nas articulações; irritação nos olhos; tosse; coriza, cansaço e falta de apetite. Em alguns casos, também podem ocorrer vômitos e diarreia. Muitas pessoas confundem os sintomas da gripe H1N1, com os da dengue. Por isso é importante saber que, o paciente com este tipo de gripe apresenta tosse, coriza e as dores musculares e de cabeça são mais amenas. Diagnóstico - Existem testes laboratoriais rápidos que revelam se a pessoa foi infectada por algum vírus da gripe. No caso do H1N1, o resultado demora aproximadamente 15 dias. Cabe ao médico, durante a consulta regular, levantar os sintomas apresentados pelo paciente e diante de um possível caso acompanhar ambulatorialmente fornecendo a medicação e as orientações necessárias. Vacinas – Conforme recomendação do Ministério da Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza vacinas para o vírus do grupo A e B. Vale destacar que os efeitos colaterais são insignificantes se comparados com os benefícios que pode trazer na prevenção de uma doença sujeita a complicações graves em muitos casos. Tratamento - É de extrema importância evitar a automedicação. O uso dos remédios sem orientação médica pode facilitar o aparecimento de cepas resistentes à medicação. O Ministério da saúde disponibiliza para o grupo de risco, que diagnosticado nas primeiras 48h do início da gripe, o antigripal Tamiflu, que tem mostrado eficácia no tratamento da gripe aviária e H1N1. Recomendações Para proteger-se contra a infecção ou evitar a transmissão do vírus, o Ministério da Saúde recomenda: * Lavar frequentemente as mãos com bastante água e sabão ou desinfetá-las com produtos à base de álcool; * Jogar fora os lenços descartáveis usados para cobrir a boca e o nariz, ao tossir ou espirrar; * Evitar aglomerações e o contato com pessoas doentes; * Não levar as mãos aos olhos, boca ou nariz depois de ter tocado em objetos de uso coletivo; * Não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal; * Suspender, na medida do possível, as viagens para os lugares onde haja casos da doença; * Procurar assistência médica se surgirem sintomas que possam ser confundidos com os da infecção pelo vírus da influenza tipo A.  

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta-feira - Manhã 07:30 às 12:00 - Tarde 13:30 às 17:00
Av. Coronel Otávio Tosta, nº 126 - Centro - GUAIRA - Paraná
(44) 3642-9900
imprensa@guaira.pr.gov.br
Data da Última Atualização: 26/02/2020 14:11:22