Av. Coronel Otávio Tosta, nº 126 - Centro - GUAIRA - Paraná
(44) 3642-9900
imprensa@guaira.pr.gov.br
Webmail
Memorando Online

ÚLTIMAS NOTÍCIAS /

Visualizada 225 vezes

Quinta-feira, 06 de Setembro de 2018

O Município lamenta a morte da Irmã Zeni


Mesmo os mais novos guairenses certamente já ouviram falar da Irmã Zeni do Colégio Franciscano Nossa Senhora do Carmo. Isso, é devido o legado que Irmã Zeni deixou em seus 54 anos de dedicação a escola que ajudou fundar em Guaíra.

Irmã Zeni é um exemplo de educadora. Desempenhou um trabalho lindo e marcou várias gerações guairenses. Existem famílias que por 4 gerações tiveram ela como professora. Sempre muito dedicada, determinada, Irmã Zeni ficará marcada nas lembranças daqueles que tiveram o prazer de estar na sala de aula com ela e também daqueles que a conheceram e conviveram tanto na escola como na Igreja.

Firmina José de Carvalho, era natural de Julio Castilhos - RS, nascida em 16 de julho de 1924. Adotou um novo nome religioso de, Maria Zeni de Carvalho que deu origem ao apelido carinhoso de Irmã Zeni, como ficou conhecida. Ela 
recebeu o título de cidadã honorária de Guaíra pela Lei Municipal 883 de 18 de abril de 1990.

O Prefeito Heraldo Trento, lamentou muito a notícia, que chegou ontem ao conhecimento dele. E disse que é uma perda inestimável para a educação e para a Guaíra mesmo ela não morando mais aqui.

Irmã Zeni faleceu em 04 de setembro, às 21 horas em Santa Maria-RS, aos 94 anos, vítima de pneumonia. Irmã Zeni havia sido transferida para Santa Maria há alguns anos e foi sepultada lá ontem, 05, às 16 horas.

O Colégio Fransciscno Nossa Senhora do Carmo, nos cedeu um histórico da Irmã Zeni, o qual ela descreveu a sua própria trajetória. Abaixo o histórico está na íntegra.  Vale a pena relembrar sua linda caminhada de fé e amor por Deus, Guaíra e a Educação.

"_Sou natural de Julio de Castilhos-RS, nascida em 16/07/1924, filha de Sulferino Lopes de Carvalho e Florisbela Martins de Carvalho. Ingressei no juvenato em 1945, no Colégio Espírito Santo, de Bagé. No ano seguinte, no postulantado, no Colégio São José, em São Leopoldo, onde fiz o noviciado. Em 1948, fiz os primeiros votos e em 1951, os votos perpétuos e fui trabalhar em Pelotas, no Colégio São Francisco, onde permaneci cinco anos. Em 1953, fui transferida para o Colégio Santa Rosa de Lima; ali trabalhei preparando os alunos para o exame de admissão ao ginásio. Voltei para Pelotas em 1959. A Província enviou três listas de nomes pedindo Irmãs voluntárias para iniciar o trabalho em Brasília, São Paulo das Missões e Guaíra. Fiquei feliz em poder conhecer pessoalmente as Sete Quedas e alistei-me para Guaíra.

Em 1960, a pedido do pároco Alderigio Baggio e o povo de Guaíra, com a ajuda do senhor Cassol, que providenciou um "Teco-teco", cheguei aqui em 6 de fevereiro de 1960, acompanhada de mais duas Irmãs: Perpétua e Leonarda.

Esperávamos no aeroporto, a família Beffa e fomos hospedadas na casa do senhor Arnaldo Bachi (já falecido). Feita a matrícula de mais ou menos 260 alunos, iniciamos o ano letivo em 1º de março, tendo como primeira diretora a Irmã Maria Leônia (hoje falecida), tendo o curso primário e 5ª série; admissão ao ginásio, denominado Educandário Nossa Senhora do Carmo, nome que até hoje o povo não esquece.

Os primeiros anos não foram fáceis, mas conseguimos superar com a ajuda deste querido povo guairense.

Lecionei religião, matemática e geografia no Colégio Roosevelt, onde o professor Celestino e eu éramos considerados "Caxias".

Foram tempos bons e alegres, os alunos gostavam mais de estudar naqueles tempos. Passaram-se os 25 anos de vida religiosa e mais tarde também o jubileu de ouro: 50 anos de vida religiosa e de magistério. Hoje estou aposentada, mas não parei no tempo, continuo cuidando no trabalho da Igreja, das zeladoras de capelinhas, dos 22 coroinhas que são hoje os meus amores.

Acompanhei por vários anos, a fanfarra do Colégio Nossa Senhora do Carmo, com muito amor e carinho, tinha a vigilância dos alunos que sempre foram os meus prediletos.

Com as meninas, tinha bordado todas as terças e quintas-feiras, à tarde. Na residência das Irmãs, levanto às 5 horas, preparo o café, vamos rezar juntas a oração da manhã, para depois, cada uma seguir no seu trabalho. Nas horas vagas, faço crochê, tenho aula de trabalhos manuais com os coroinhas. Sinto-me feliz e agradeço ao Senhor e a Nossa Senhora, por tanta bondade.

Em 1990, recebi da Prefeitura, na gestão do Prefeito Mário Barbosa e vereadores Dr. Daniel e Professora Suemi, o título de cidadã guairense. Foi uma homenagem que até hoje guardo minha gratidão por tão nobre gesto a esta minúscula criatura de Deus.

Hoje, com os meus 85 anos, só tenho de agradecer a Deus, por tantos benefícios recebidos e continuar a rezar para o bem de nossa cidade."

Ir Zeni - 09/03/2010

 Galeria de Fotos

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Segunda a Sexta-feira - Manhã 07:30 às 12:00 - Tarde 13:30 às 17:00
Av. Coronel Otávio Tosta, nº 126 - Centro - GUAIRA - Paraná
(44) 3642-9900
imprensa@guaira.pr.gov.br
Data da Última Atualização: 14/11/2018 14:08:26