Histórico

 

Uma Festa com Intuito Filantrópico

18/04/2017
A- A A+

Em 1976, um ano após o início do funcionamento do Lar São Francisco de Assis que era presidido e mantido pela Associação Assistencial de Guaíra, foi realizada uma reunião de voluntários com o objetivo de prover a instituição com recursos financeiros e sensibilizar a comunidade para os problemas sociais do município, então eis que surgiu à ideia de uma festa. A reunião foi promovida por Suemy Foletto, na ocasião diretora do Lar São Francisco, e contou com a participação de senhoras e professoras da comunidade.

Na ocasião foi idealizada uma festa folclórica, com danças e comidas típicas para congregar as diversas etnias que formavam a população guairense. A primeira edição foi realizada na Avenida Coronel Otávio Tosta, defronte a antiga Igreja da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes. O prefeito Kurt Walter Hasper mandou fazer um tablado para apresentações artísticas (folclóricas) e sete pequenas barracas cobertas com plástico para que as colônias servissem as refeições típicas de cada nação

Por sugestão da professora Terezinha Peixer, o evento ganhou o nome de Festa das Nações. Coordenaram as barracas, tradicionais famílias guairenses.

Apesar de todas as dificuldades ocasionadas pelo espaço físico a Festa foi um sucesso superando as mais otimistas perspectivas. O lucro da festa foi surpreendente e como fazia muito frio, parte da arrecadação foi destinada a compra de blusas e tênis para todas as crianças da Escola pública e o restante destinado ao Lar São Francisco para manutenção de seus programas.


Pela falta de espaço, em 1978 a Festa das Nações foi transferida para a Praça Duque de Caxias, onde foi realizada até 1991, quando inaugurado o Centro Náutico Recreativo-Marinas, onde é realizado até hoje a maior festa BENEFICIENTE.

A Festa das Nações começou pequena e singela mais com o maior dos sentimentos, AMOR AO PRÓXIMO, ajudando a QUEM PRECISA. Hoje, 41 anos depois, transformou-se em um grande evento culinário, folclórico e Filantrópico, atraindo pessoas de diversas partes do Brasil e do Paraguai. E o conceito de AJUDAR A QUEM PRECISA nunca foi tão importante e tão necessário como hoje. Não podemos nunca esquecer que o motivo principal dessa grande festa ultrapassa qualquer outro, não são os shows, não são as comidas.... Tudo que a festa reúne e apresenta faz parte da estratégia para chamar a sua atenção a causa nobre de AJUDAR O PRÓXIMO.

Galeria de Vídeos

Hino oficial da Festa das Nações "PORTY UMA CANÇÃO" - José Severino Freire

Cep: - -